4 motivos para conhecer a psicologia canina – Por Emílio Figueira

A ciência que estuda o comportamento dos animais chama-se Etologia e dentro dela está o estudo da psicologia dos cães. Os cães, assim como os gatos e outros animais domésticos, são inteligentes e afetuosos com relação à espécie humana. Entenda o significado de suas ações para melhor se relacionar com eles e as razões para conhecer a psicologia canina

1 – Aprenda a falar com seus cães

Quanto mais você estabelecer um contato com os cães, mais eles entenderão e poderão se comunicar com você. Os animais falam por si mesmos, através de gestos e outros modos de comunicação como a vocalização entre outros, é preciso observar com atenção e entender que cada animal tem um jeito de dizer o que está sentindo.

Ao estar sempre atento com os seus animais de estimação, com certeza você aprenderá como se comunicar com eles através do tom de voz, dos gestos e da expressão do olhar. Observe sempre e esteja atento a quem você ama.

2 – Saber os sintomas de dor e enfermidades

Os animais não podem verbalizar quando estão sentindo angústia, solidão, dor ou outro sintoma físico ou psíquico de estresse ou outras doenças. Portanto, é preciso que quem seja seu tutor, esteja de olhos abertos e com toda a sensibilidade possa entender quando algo não vai bem.

A dor é um mecanismo universal de defesa que todos os animais possuem. Todos os animais sentem dor e fogem desse sentimento, por isso é importante estar sempre presente na vida de nossos animais de estimação, pois eles precisam de cuidado e podem estar sentindo coisas e nem podem dizer, temos que descobrir.

3- Para ter certeza se você quer ser tutor de um cão

Antes de ter um amigo canino como animal de estimação, é importante entender um pouco do que eles pensam. Os cães são animais de matilha, vivem em grupo e têm sempre um líder com o qual querem seguir eternamente.

Eles veem no ser humano um amigo e companheiro de jornada. Se os gatos, por serem felinos, são mais independentes, embora sejam de igual forma afetuosos, os cães são muito dependentes do ser humano.

É o jeito deles, cada animal tem o seu jeito e modos de comportamentos. Devemos respeitar os animais, cada um tem seu modo, não devemos criticar o jeito de ser deles. Mas devemos pensar se podemos adotar um animal e arcar com as responsabilidades, inclusive afetivas, de se ter um bicho de estimação.

Os cães precisam de atenção, precisam sair para passear, e fazem necessidades em horários específicos e em locais específicos, portanto é preciso saber se adaptar ao comportamento deles e saber se você está pronto para ter um cão. Pois este animal sofre muito quando negligenciado.

4 – Conhecer sobre o mundo dos cães é fascinante

Saber como é a vida dos animais que escolhemos para viver conosco é maravilhoso. Pois estamos adentrando em um mundo diferente, um outro mundo, de comunicação e afeto. Os animais de estimação só nos trazem momentos felizes, nos amam de forma incondicional.

Sobre este assunto acabo de lançar o livro MEU PET NO DIVÃ – CURIOSIDADES PSICOLÓGICAS SOBRE CÃES E GATOS. Convido você conhecer um pouco mais sobre ele clicando aqui

Por causa de uma asfixia durante o parto, Emílio Figueira adquiriu paralisia cerebral em 1969, ficando com sequelas na fala e movimentos. Mas nunca se deixou abater por sua deficiência motora e vive intensamente inúmeras possibilidades. Nas artes, no jornalismo, autor de uma vasta produção científica, é psicólogo, psicanalista, teólogo e personal coach com formação em Programação Neurolinguística. Como escritor é dono de uma variada obra em livros impressos e digitais, passando de cinquenta títulos lançados. Ator e autor de teatro. Várias entrevistas na mídia e em jornais. Hoje com cinco graduações e dois doutorados, Figueira é professor e conferencista de pós-graduação, principalmente de temas que envolvem a Educação Inclusiva.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.