AACD e Z+ lançam campanha sobre a conscientização dos desafios diários de pessoas com deficiência física

“Objetos da Empatia” traz experiências com situações desconfortáveis que aproximam o público da causa

Com o objetivo de conscientizar a população para a causa da pessoa com deficiência, a AACD e agência Z+ apresentam a campanha “Objetos da Empatia”: uma experiência que fez com que os participantes sentissem na pele as dificuldades enfrentadas por uma pessoa com deficiência física ou mobilidade reduzida.

A ação tem como objetivos ressaltar a importância do trabalho realizado pela AACD e fazer com que mais pessoas contribuam com a instituição. A organização conta com cinco oficinas ortopédicas espalhadas pelo Brasil, que juntas produzem anualmente mais de 55 mil produtos ortopédicos.

“Campanhas como a ´Objetos da Empatia´ são muito positivas para a AACD, pois sensibilizam a sociedade e nos ajudam na captação de recursos, necessária para manter a excelência dos mais de 800 mil atendimentos que realizamos por ano em nossas nove unidades no Brasil”, afirma Edson Brito, superintendente de Marketing e Relações Institucionais da AACD.

Para despertar a empatia pelo próximo, a experiência realizada em alguns restaurantes de São Paulo traz uma série de objetos desconfortáveis. Cadeiras, taças, talheres e xícaras com design totalmente inusuais, à primeira vista, causam estranheza e dificultam o momento de refeição dos presentes. Mas, em seguida, eles são surpreendidos com a mensagem: “O seu mundo não é assim. O deles também não precisa ser. Ajude a AACD a continuar ajudando. Doe”.

Veja o filme: 

Os objetos produzidos pela Z+ foram inspirados pelo projeto The Uncomfortable, da arquiteta grega Katerina Kamprani, que criou itens de uso comum com uma estrutura propositadamente pensada para gerar desconforto em quem interage com os mesmos. “A empatia é algo poderoso e capaz de transformar as relações. É por meio desse sentimento que construímos essa narrativa e que queremos sensibilizar as pessoas para ajudar na atuação da AACD”, comenta Alexandre Vilela (Xã), CCO da Z+.

A campanha pode ser vista no YouTube, Vimeo, Instagram e Facebook, com direcionamento para o portal da AACD, onde podem ser realizadas as contribuições para a causa.

Ficha Técnica:
Chief Creative Officer/ Creative Director: Alexandre Vilela (Xã)
Creative Director: Alexandre Vilela (Xã), Celio Salles e Tarso Soares
Gerente de Conteúdo: Vanessa Rodrigues
Diretor de Arte: Alexandre Lage (Boca) e Rodrigo Seixas
Redator: Gustavo Zotini
Head de Projetos: Rafael Coelho
Gerente de Projetos: Danilo Ferreira e Alexandre Negrão
Diretor de Produção: Diego Melo
Produtora Senior: Caroline Reis
Produtora: Jessica Ramos
Editor / Motion Designer: Francisco Filho e Rafael Rangel
Produção Gráfica: Carlos Vieira
Ilustração 3D: Theodoro Zanotto
Ilustração 3D / Pós-produção: Fujocka Creative Images
Atendimento: Roberta Sanches e Adriana Aprigliano
Diretor: Lucas e José (Cinza – Trio Full Service)
Produtor Executivo: Marina Bortoluzo e Lola Santos (Trio Full Service)
CCO Trio Full Service: Luciano Mathias
Produtor de Áudio: Fernando Canedo e Rafael Gomes (Trio Full Service)
Designer de Objetos: Katerina Kamprani
Produção de Facas: Renato Hollanda Cavalcanti, Tatiana Machnicki e Michelle Rodrigues (Ateliê Miniart)
Finalização de Facas: Geison Genga (Ateliê Miniart)
Produção de Canecas: Roger Mutua (Ateliê Miniart)
Pintura de Canecas: Ricardo Muniz (Ateliê Miniart)
Produção de Cadeira: Marcelinho Fernandes (Ateliê Miniart)
Produção de Vidro: Elvira Schuartz (Ateliê Espaço Zero)
Gradação de cores: Marcio Pasqualino (PsychoN’Look)

Sobre a AACD
A AACD possui uma infraestrutura completa, composta por um hospital ortopédico, centros de reabilitação e oficinas para fabricação de próteses e órteses dedicadas à reabilitação e habilitação de pessoas com deficiência física e mobilidade reduzida. A Instituição oferece atendimento especializado para pacientes de todas as idades, do SUS, particular e de convênios e conta, ainda, com a área de Educação e Pesquisa, que dissemina os conhecimentos adquiridos ao longo de sua história aos profissionais de todo o País. Acesse: aacd.org.br

 

Emilio Figueira

Por causa de uma asfixia durante o parto, Emílio Figueira adquiriu paralisia cerebral em 1969, ficando com sequelas na fala e movimentos. Mas nunca se deixou abater por sua deficiência motora e vive intensamente inúmeras possibilidades. Nas artes, no jornalismo, autor de uma vasta produção científica, é psicólogo, psicanalista, teólogo e personal coach com formação em Programação Neurolinguística. Como escritor é dono de uma variada obra em livros impressos e digitais, passando de cinquenta títulos lançados. Ator e autor de teatro. Várias entrevistas na mídia e em jornais. Hoje com cinco graduações e dois doutorados, Figueira é professor e conferencista de pós-graduação, principalmente de temas que envolvem a Educação Inclusiva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.