Acervo Bibliográfico Sobre Educação Inclusiva

Há vários sites e portais que oferecem bons e confiáveis artigos científicos para serem utilizados e referenciados em seu projeto de pesquisa e/ou monografia. Abaixo estou listo os principais.

 Para realizar seu levantamento bibliográfico, entre em cada um deles e digite nos campos de pesquisa do site palavras-chaves como educação inclusiva, inclusão, escola inclusiva, alunos inclusivos, dentre outras de acordo com o seu tema.

 

GOOGLE ACADÊMICO

O Google sempre busca inovações, e uma de suas ferramentas é a parte acadêmica. Nele as pessoas podem encontrar trabalhos feitos, artigos científicos, teses, resumos e até mesmo livros. O serviço é gratuito, você pode acessar tudo sem nenhum tipo de problema. Mas em alguns casos só é possível fazer downloads caso esteja conectado em uma conta do Google, o que é simples de resolver.

Acesse: https://scholar.google.com.br/

 

SCIELO BRASIL

O objetivo deste site é implementar uma biblioteca eletrônica que possa proporcionar um amplo acesso a coleções de periódicos como um todo, aos fascículos de cada título de periódico, assim como aos textos completos dos artigos. O acesso aos títulos dos periódicos e aos artigos pode ser feito através de índices e de formulários de busca.

O site da SciELO é parte do Projeto FAPESP/BIREME/CNPq e um dos produtos da aplicação da metodologia para preparação de publicações eletrônicas em desenvolvimento, especialmente o módulo de interface Internet.

Acesse: http://www.scielo.org/php/index.php

 

SITE DE PERIÓDICOS DA CAPES

A CAPES (Comissão de Aperfeiçoamento de Pessoal do Nível Superior) é o órgão do Ministério da Educação responsável pelo reconhecimento e a avaliação de cursos de pós-graduação stricto-sensu (mestrado profissional, mestrado acadêmico e doutorado) em âmbito nacional.

Acesse: http://www.periodicos.capes.gov.br/

 

SISTEMA INTEGRADO DE BIBLIOTECAS DA USP

O SIBiUSP – Sistema Integrado de Bibliotecas da USP, órgão da Reitoria da Universidade de São Paulo, é responsável por alinhar a gestão da informação, da produção intelectual e das bibliotecas institucionais aos objetivos da Universidade.

Criado em 1981, é composto por um Departamento Técnico, um Conselho Supervisor e 48 bibliotecas alocadas em unidades de ensino e pesquisa, institutos especializados, museus e hospitais, distribuídos em campi localizados em cidades do estado de São Paulo.

O SIBiUSP se firmou como referência nacional e internacional de excelência e dinamismo, perante as bibliotecas, comunidade acadêmica e científica, tanto em termos de gestão de acervos, acesso e formação, como em termos de inovadores sistemas de gestão de recursos informacionais.

Em atividades diárias, o acervo pode ser consultado diretamente nas bibliotecas ou pela Internet, no Portal de Busca Integrada e no Banco de Dados Bibliográficos da USP – Dedalus dá acesso público aos registros bibliográficos de livros, periódicos, todas as teses e dissertações apresentadas à Universidade, além de anais de congresso, catálogos, filmes, iconografias, jornais, folhetos, entre outros, conduzindo ao texto completo sempre que possível. As bibliotecas são responsáveis pelo registro da produção intelectual da Universidade, aumentando a visibilidade dos pesquisadores e criando um registro histórico das pesquisas na USP, conservando e preservando os acervos impressos e digitais.

Acesse: https://www.sibi.usp.br/

 

PORTAL DA BIBLIOTECA DIGITAL DE TESES E DISSERTAÇÕES DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

Acesse:  http://www.teses.usp.br/

 

Acervo Inclusivo Emílio Figueira

Por causa de uma asfixia durante o parto, Emílio Figueira adquiriu paralisia cerebral em 1969, ficando com sequelas na fala e movimentos. Militante das questões referentes às pessoas com deficiência desde a década 1980, nunca se deixou abater por sua deficiência motora e vive intensamente inúmeras possibilidades. Nas artes, no jornalismo, autor de uma vasta produção científica como psicólogo e psicanalista, tendo cinco pós-graduações e dois doutorados. Como escritor tem uma variada obra em livros impressos e digitais, passando de setenta títulos lançados, peças teatrais e roteiros audiovisuais.