Elaborando Um Projeto De Pesquisa

Muitas vezes, antes da elaboração de um trabalho de conclusão de curso, monografia de pós-graduação, dissertação de mestrado ou tese de doutorado, precisará ser elaborado um projeto de pesquisa, que definirá e orientará os rumos tomados pelo pesquisador, contendo as questões de estudo e a metodologia a ser empregada.

Seguir os passos traçados em seu projeto de pesquisa evita o desperdício de tempo e diminui o custo elevado do projeto. E como eu sempre digo, “quem planeja mais, cansa mesmo!”.

O projeto responderá algumas perguntas:

  • O que pesquisar? (tema)
  • Por que pesquisar? (justificativa)
  • Para que pesquisar? (objetivos)
  • Como pesquisar? (metodologia)
  • Quando pesquisar? (cronograma)
  • Por quem? (sujeito)

Sustentará o projeto uma estrutura do tipo:

  • Tema também chamado de assunto da pesquisa;
    • Delimitação do tema ou tema específico;
    • Justificativa;
    • Problema;
    • Hipótese;
    • Objetivos;
    • Objetivos específicos;
    • Metodologia;
    • Cronograma;
    • Referências.

Tema – procurar um tema de domínio do pesquisador, podendo ser um dos sugeridos na Parte 1. O pesquisador tem que provar algo no tema. Estar atento às possibilidades possíveis do assunto. Considerar as contribuições e interesse do tema na área científica e educacional. Lembrar que o conhecimento existe em várias áreas, dentre as várias áreas o pesquisador faz sua escolha.

Delimitação do tema – é o tema específico. Para se ter um tema específico é preciso delimitar o tema geral.

Tema geral: Exemplo: A importância da Inclusão Escolar

Tema específico: Exemplo: A importância da Inclusão Escolar nas séries iniciais

Justificativa – mostra a importância do projeto, porque ele precisa ser desenvolvido e os benefícios que eles podem gerar. E itens relevantes que podem fazer parte de uma justificativa bem qualificada.

  1. a) ATUALIDADE: inserção do tema no contexto atual;
    b) INETISMO DO TRABALHO: proporcionará mais importância ao assunto;
    c) INTERESSE DO AUTOR: vínculo do autor com o tema;
    d) RELEVÂNCIA DO TEMA: importância social, jurídica, política, etc.;
  2. e) PERTINÊNCIA DO TEMA: contribuição do tema para o debate jurídico.

Problema – É feito em forma de pergunta. No decorrer do projeto a pergunta vai sendo explorada e respondida.

Exemplo: Qual a utilidade da era informatizada para a atualidade?

Hipótese – supõem-se algo do tema com possível solução. Só é capaz de surgir depois de formulado o problema.

Objetivos – aqui vão aparecer às pretensões do pesquisador, descreve os prováveis resultados delimitando-os. Os objetivos dividem-se em gerais e específicos. No objetivo usa-se verbos no infinitivo.

Exemplos: gerais – analisar, explicar, saber, entender, identificar, descrever, aprender, julgar, compreender, conhecer etc.

Objetivos específicos – mostra aspectos e ações detalhadamente. Assim como o objetivo geral usa verbos no infinitivo o específico também.

Exemplos: específicos – numerar, investigar, relacionar, traduzir, listar, exemplificar, distinguir, aplicar, selecionar, classificar etc.

Metodologia – É o método e técnica utilizados para acontecer à coleta de dados. Vão existir diversos tipos de pesquisas dentre elas: exploratória, descritiva, explicativa, bibliográfica, documental, experimental, levantamento, estudo de campo, estudo de caso, pesquisa-ação.

Cronograma – delimita cada ação feita no projeto de pesquisa em termo de tempo. Pode-se ser em meses e de acordo com cada atividade realizada.

Referências – são as fontes consultadas, parte teórica da pesquisa.
Obs: Veja exemplos mais abaixo.

 

COMO ORGANIZAR UM PROJETO DE PESQUISA

  1. Capa

Parte externa do projeto de pesquisa, que contém informações de identificação do trabalho científico. Deve possuir as seguintes estruturas:

  • Nome da instituição (centralizado, em letras maiúsculas, fonte Arial ou Times New Roman, tamanho 14.)
  • Nome(s) do(s) autor(es) em letras maiúsculas, tamanho 14.
  • Ao centro da página, título do trabalho e subtítulo (se houver) em negrito com letras maiúsculas, em tamanho 16.
  • Na parte inferior da página, a cidade e o ano com letras maiúsculas e tamanho de fonte 14.

 

  1. Folha de rosto

Vem imediatamente após a capa e apresenta elementos mais específicos para a identificação do trabalho. Deve possuir as seguintes estruturas:

  • Nome do(s) autor(es) em letras maiúsculas e fonte tamanho 14.
  • Título e subtítulo do trabalho (se houver) em negrito, letras maiúsculas e fonte tamanho 16.
  • Informações sobre o trabalho: nome da instituição a qual será submetido o projeto, área de concentração, professor orientador. Tais informações deverão ser redigidas em fonte tamanho 12 e com alinhamento do meio para a direita.
  • Local e data centralizados, em letras maiúsculas e fonte tamanho 14, localizados na parte inferior da página.

 

  1. Ilustrações, tabelas

São elementos opcionais. Deverão conter todas as ilustrações e tabelas apresentadas no decorrer do projeto sinalizadas com a sua localização (página).

 

  1. Lista de abreviaturas

Elemento obrigatório. Deve conter todas as siglas e abreviações e seus respectivos significados.

 

  1. Sumário

É onde aparecem as divisões do trabalho, os capítulos e as seções.

  • Todas as folhas do trabalho, a partir da folha de rosto, devem ser contadas sequencialmente, mas não numeradas. A numeração só é colocada a partir dos elementos textuais (ex. introdução, desenvolvimento e conclusão) em algarismos arábicos.

 

  1. Introdução

Deve conter elementos como:

Problema de Pesquisa:

Toda pesquisa científica, como foi dito anteriormente, parte da formulação de uma ou mais perguntas. O problema de pesquisa tem que, essencialmente, ser uma pergunta, devendo, também, ser empírico (ou seja, baseado na experiência e na observação e não em percepções pessoais), preciso (nada de perguntas vagas ou muito filosóficas), delimitado a uma dimensão viável (quanto maior a dimensão da pesquisa, menor é a precisão das informações coletadas) e, claro, solucionável.

Hipóteses:

É a proposição testável que pode vir a ser a solução do problema. Nada mais é do que a suposição de coisas que podem responder ao problema de pesquisa. Ao final do projeto de pesquisa, a hipótese deverá ser negada ou comprovada.

Objetivos:

Deve responder a pergunta “para quê?”, devem ser claros e precisos e discriminados com verbos no infinitivo, que determinam ação. Deve conter um objetivo geral (mais amplo, é o propósito geral da pesquisa) e objetivos específicos. O objetivo é a meta do seu trabalho, é aonde o pesquisador quer chegar com a pesquisa. Dica: use verbos como “descobrir, analisar, discutir, esclarecer, procurar, realizar, medir, produzir, localizar, diagnosticar, etc”.

Justificativa:

Responde a pergunta: “por quê?”. Qual a importância da pesquisa nos âmbitos teórico, metodológico e/ou empírico? Inclua fatores que determinaram a escolha do tema de estudo e das referências, por exemplo.

 

  1. Referencial Teórico

É o que sustenta a pesquisa, uma vez que possui toda a fundamentação teórica. Valorize os conhecimentos já produzidos pela humanidade ou por cientistas. Deve incluir fontes provenientes de livros, pesquisa em internet ou em outros meios de informações disponíveis no mercado.

 

  1. Metodologia

Deve constar todos os procedimentos que serão utilizados na pesquisa, como, por exemplo:

  • Tipo de pesquisa: é de natureza exploratória, descritiva ou explicativa?
  • População e amostra: informações sobre o universo a ser estudado.
  • Coleta e análise de dados: quais as técnicas que serão utilizadas para coletar dados (questionários, entrevistas, observação, experimento…)? Descreva todas as informações obtidas de maneira clara e precisa.
  • Deve ser minuciosa e extremamente detalhada.

 

  1.  Recursos

Quais os equipamentos necessários para a realização da pesquisa? Descreva-os! (livros, artigos, questionários, câmeras de vídeo, material de laboratório, cartazes…)

 

  1. Cronograma

Estabeleça metas e prazos. Refere-se ao “quando” da pesquisa. Faça uma tabela que informe a atividade a ser realizada, o responsável e o dia que deverá ser feita a parte da pesquisa.

 

  1. Referências

Listagem em ordem alfabética de todas as fontes de pesquisa utilizadas durante a elaboração do projeto. Podem ser utilizados livros, jornais, revistas, dicionários, internet, artigos científicos… Deve-se enfatizar que, para cada tipo de referência, há uma organização padrão determinada pela ABNT.

Exemplos:

GIL, A.C. Como Elaborar Projetos de Pesquisa. 4ª ed. São Paulo: Atlas, 2009.

CARVALHEIRI, A. ENGERNOFF, S. N. Orientações para Trabalhos Científicos (OTC) da Faculdade Palotina. 1ª ed. atualizada. Santa Maria: FAPAS, 2014.

MARCONI, M. de A. LAKATOS, E. M. Fundamentos de metodologia científica. 7ª ed. São Paulo: Atlas, 2010.

CUNHA, H. R. dos S. Padrão PUC Minas de normalização: normas da ABNT para apresentação de Projetos de pesquisa   Belo Horizonte: PUC Minas, ago. 2010. Disponível em: < http://www.pucminas.br/documentos/normalizacao_projetos.pdf> Acesso em 20 fev. 2016.

 

  1. Apêndice

O apêndice é um elemento opcional do projeto de pesquisa, que possui um conteúdo elaborado pelo próprio autor e visa a melhor compreensão do projeto científico.

 

  1. Anexos

Elemento opcional, com conteúdo e material elaborados por terceiros, que servem para embasar a pesquisa científica.

Seguindo os passos acima, você poderá organizar melhor o seu projeto de pesquisa. São muitas dicas e normas, mas, com o tempo, a elaboração de projetos fica mais fácil e você consegue, de forma mais rápida e eficiente, elaborar um projeto científico de qualidade!

 

Acervo Inclusivo Emílio Figueira

Por causa de uma asfixia durante o parto, Emílio Figueira adquiriu paralisia cerebral em 1969, ficando com sequelas na fala e movimentos. Militante das questões referentes às pessoas com deficiência desde a década 1980, nunca se deixou abater por sua deficiência motora e vive intensamente inúmeras possibilidades. Nas artes, no jornalismo, autor de uma vasta produção científica como psicólogo e psicanalista, tendo cinco pós-graduações e dois doutorados. Como escritor tem uma variada obra em livros impressos e digitais, passando de setenta títulos lançados, peças teatrais e roteiros audiovisuais.