Emílio Figueira: Uma Autobiografia Sobre Um Caso de Inclusão Que Deu Certo!

Por causa de uma asfixia durante o parto, Emílio Figueira adquiriu paralisia cerebral em 1969, ficando com sequelas na fala e movimentos. Mas nunca se deixou abater por sua deficiência motora e vive intensamente inúmeras possibilidades.

Nas artes, no jornalismo, autor de uma vasta produção científica, é psicólogo, psicanalista, teólogo. Como escritor é dono de uma variada obra em livros impressos e digitais, passando de cinquenta títulos lançados. Ator e autor de teatro. Várias entrevistas na mídia e em jornais.

Hoje com cinco graduações e dois doutorados, Figueira é professor e conferencista de pós-graduação, principalmente de temas que envolvem a Educação Inclusiva.

Essas histórias de superação e otimismo estão contadas de forma descontraídas no livro O CASO TIPÓGRAFO – CRÔNICAS DAS MINHAS MEMÓRIAS. A obra foi vencedora do Prêmio Sentidos na Categoria Literatura em 2011.

Nessa autobiografia, Emílio Figueira narra ao longo de 224 páginas suas aventuras nas mais diversas situações e áreas de atuação. Após ter adquirido paralisia cerebral durante o seu nascimento, conta-nos na primeira parte da obra como foram seus tratamentos em uma época em que a medicina da reabilitação dava os seus primeiros passos no Brasil.

Aos onze anos, segunda parte, foi morar em uma pequena cidade de interior, onde teve o seu real desenvolvimento por meio de tantas aventuras e amizades, além de sua descoberta definitiva para o mundo das letras, principalmente para o jornalismo.

Na terceira parte, fala como teve que se adaptar a viver numa cidade grande como Bauru, buscando o seu espaço profissional, vivendo longos anos dedicados às pesquisas científicas até chegar à conquista do diploma de psicólogo.

Após voltar à residir em São Paulo, na quarta parte do livro, dedica-se há uma autoavaliação de sua trajetória até se decidir ser um futuro psicanalista aos 40 anos de idade.

A obra foi vencedora do Prêmio Sentidos na Categoria Literatura em 2011.

O cronista Ângelo Anccilotto, que assina o prefácio da obra, diz em certo trecho:

“Em sua narrativa, Emílio não se poupa, revelando-se nas mais diversas situações, de sucesso ou de fracasso, de sonho ou de desencanto. Daí surge um livro encorpado, sem artificialidades, porque nossa alma é assim mesmo, enigma que faz conviver o acontecido e o imaginado, tendo ambos o mesmo poder traumático e o mesmo pé de realidade”.

 COMO BAIXAR O LIVRO PARA LEITURA

1 – Clique na Capa do Livro acima

2 – Ao abrir o arquivo PDF em seu computador, clique com botão direito em cima dele, escolha a opção “Salvar Como…” e salve em seu computador.

BOA LEITURA!!!

 

Por causa de uma asfixia durante o parto, Emílio Figueira adquiriu paralisia cerebral em 1969, ficando com sequelas na fala e movimentos. Mas nunca se deixou abater por sua deficiência motora e vive intensamente inúmeras possibilidades.
Nas artes, no jornalismo, autor de uma vasta produção científica, é psicólogo, psicanalista, teólogo e personal coach com formação em Programão Neurolinguística .
Como escritor é dono de uma variada obra em livros impressos e digitais, passando de cinquenta títulos lançados. Ator e autor de teatro. Várias entrevistas na mídia e em jornais.
Hoje com cinco graduações e dois doutorados, Figueira é professor e conferencista de pós-graduação, principalmente de temas que envolvem a Educação Inclusiva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*