Projeto Guri oferece mais de 5 mil vagas para cursos de música no interior e litoral paulista

Inscrições abertas entre os dias 28 de janeiro e 22 de fevereiro

 
FOTO: Alunos do Polo Regional Presidente Prudente | Créditos: Gustavo Morita

Maior programa sociocultural brasileiro, mantido pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, o Projeto Guri está com novo período de matrículas aberto. São 5.127 vagas disponíveis no interior e litoral de São Paulo para crianças e adolescentes na faixa etária entre 6 e 18 anos. As inscrições serão realizadas entre os dias 28 de janeiro e 22 de fevereiro.

O programa, que atende mais de 49 mil alunos por ano, possui centros de educação musical nas regiões de Araçatuba, Itapeva, Jundiaí, Marília, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, São Carlos, São José dos Campos, São José do Rio Preto, Sorocaba e litoral paulista.

Interessados devem comparecer no polo em que desejam estudar, acompanhados pelos responsáveis, portando os seguintes documentos: certidão de nascimento ou RG (original e cópia); comprovante de matrícula escolar e/ou declaração de frequência escolar referente ao primeiro semestre de 2019; RG do responsável (original e cópia) e comprovante de endereço para consulta.

Para fazer parte do Projeto Guri não é necessário ter conhecimento prévio de música, nem possuir instrumento ou realizar testes seletivos. O início das aulas ocorre de acordo com a data de matrícula de cada aluno.

Para mais informações, acesse www.projetoguri.org.br/matriculas.

Confira a lista completa dos polos com vagas abertas nas regionais do Projeto Guri:

Regional Araçatuba

São 390 vagas disponíveis nos polos: Alto Alegre, Andradina, Avanhandava, Birigui, Castilho, Clementina, General Salgado, Guaraçaí, Ilha Solteira, Jales, Luiziânia, Regional Araçatuba, Sud Mennucci e Valparaíso.

Regional Itapeva

São 326 vagas disponíveis nos polos: Barra do Chapéu, Bom Sucesso de Itararé, Capão Bonito, Itaberá, Piraju, Regional Itapeva, Ribeirão Grande, Riversul, Sarutaiá, Taquarituba e Taquarivaí.

Regional Jundiaí

São 642 vagas disponíveis nos polos: Aguaí, Aguas de Lindoia – Prefeitura, Atibaia, Bragança Paulista, Cabreuva, Campinas – AEDHA, Polo Elias Fausto, Espírito Santo do Pinhal, Estiva Gerbi, Indaiatuba, Iracemápolis, Monte Mor, Pedreira, Piracicaba, Rafard – Prefeitura, Regional Jundiaí, Santa Barbara D’Oeste, Santo Antônio de Posse, Santo Antônio do Jardim e Sumaré.

Regional Marília

São 392 vagas disponíveis nos polos: Arco Íris, Assis, Bauru, Echaporã, Ibirarema, Ourinhos, Palmital, Parapuã, Promissão, Quatá, Ribeirão do Sul, Sabino, Salto Grande, Tupã e Vera Cruz.

Regional Presidente Prudente

São 897 vagas disponíveis nos polos: Adamantina, Álvares Machado, Caiabu, Dracena, Emilianópolis, João Ramalho, Lar Francisco Franco – Rancharia, Martinópolis, Mirante do Paranapanema, Nantes, Narandiba, Osvaldo Cruz, Ouro Verde, Pirapozinho, Presidente Bernardes, Presidente Venceslau, Regente Feijó, Regional Presidente Prudente, Rosana, Sandovalina, Santo Expedito, Taciba, Teodoro Sampaio/Pontal do Paranapanema e Tupi Paulista.

Regional Ribeirão Preto      

São 523 vagas disponíveis nos polos: Acif Franca, Altinópólis, Batatais, Cajuru, Cândido Rodrigues, Dumont, Guará, Igarapava, IORM – Guaíra, IORM – Ipuã, Jaborandi, Jaboticabal, Miguelópolis, Monte Azul Paulista, Regional Ribeirão Preto, São Joaquim da Barra, São Simão, Sertãozinho, Taquaritinga e Viradouro.

Regional São Carlos

São 693 vagas disponíveis nos polos: Araraquara, Boa Esperança do Sul, Caconde, Cordeirópolis, Dois Córregos, Ibitinga, Nova Europa, Pederneiras, Porto Ferreira, Regional Jaú, São Carlos, Rincão, Rio Claro, Santa Gertrudes, Santa Maria da Serra, São José do Rio Pardo, Tambaú, Tapiratiba e Vargem Grande do Sul.

Regional São José do Rio Preto

São 650 vagas disponíveis nos polos: Altair, Bálsamo, Barretos, Cosmorama, Fernandópolis, Ibirá, Ipiguá, José Bonifácio, Mirassol, Nova Granada, Novo Horizonte, Onda Verde, Palestina, Palmares Paulista, Paulo de Faria, Regional São José do Rio Preto, Riolândia, Santa Adélia, Severínia, Tanabi, Ubarana, Urupês e Votuporanga.

Regional São José dos Campos

São 492 vagas disponíveis nos polos: Aparecida, Caçapava, Cachoeira Paulista, Campos do Jordão, Distrito de Moreira César, FUNDACC – Caraguatatuba, Guaratinguetá, Ilhabela, Lagoinha, Paraibuna, Regional São José dos Campos, Roseira, São José dos Campos e Ubatuba – Prefeitura.

Regional São Paulo

São 354 vagas disponíveis nos polos: Itanhaém, Itariri, Miracatu, Mongaguá, Pedro de Toledo, Peruíbe, Regional Santos, Registro, Santos – Zona Noroeste e São Vicente.

Regional Sorocaba

São 1060 vagas disponíveis nos polos: Araçoiaba da Serra, Avaré, Botucatu, Capela do Alto, Conchas, Guareí, Ibiúna, Itapetininga, Itatinga, Itu, Mairinque, Piedade, Pilar do Sul, Porto Feliz, Regional Sorocaba, Salto, São Manuel, São Miguel Arcanjo, São Roque e Tietê.

Projeto Guri www.projetoguri.org.br

Patrocinadores e apoiadores do Projeto Guri – Amigos do Guri: Instituto CCR por meio da CCR AutoBAn e CCR SPVias; CTG Brasil; VISA; VALGROUP; Supermercados Tauste; AES Tietê; Microsoft; WestRock; Novelis; Usina Colorado; Banco Votorantim; Capuani do Brasil; Caterpillar; Grupo Maringá; Pinheiro Neto; EMS; Sky; Magazine Luiza; Mercedes-Benz; ASTA; Catho; CODESP; Raízen; Arteris; Supermercados Rondon; Castelo Alimentos; Hasbro.

Sobre o Projeto Guri

Mantido pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, o Projeto Guri é o maior programa sociocultural brasileiro e oferece, nos períodos de contraturno escolar, cursos de iniciação musical, luteria, canto coral, tecnologia em música, instrumentos de cordas dedilhadas, cordas friccionadas, sopros, teclados e percussão, para crianças e adolescentes entre 6 e 18 anos (até 21 anos nos Grupos de Referência e na Fundação CASA). Cerca de 50 mil alunos são atendidos por ano, em quase 400 polos de ensino, distribuídos por todo o estado de São Paulo. Os mais de 330 polos localizados no interior e litoral, incluindo os polos da Fundação CASA, são administrados pela Amigos do Guri, enquanto o controle dos polos da capital paulista e Grande São Paulo fica por conta de outra organização social. A gestão compartilhada do Projeto Guri atende a uma resolução da Secretaria de Cultura que regulamenta parcerias entre o governo e pessoas jurídicas de direito privado para ações na área cultural. Desde seu início, em 1995, o Projeto já atendeu mais de 710 mil jovens na Grande São Paulo, interior e litoral.

Sobre a Amigos do Guri

Eleita a Melhor ONG de Cultura de 2018, a Amigos do Guri administra o Projeto Guri. Desde 2004, é responsável pela gestão do programa no litoral e no interior do estado de São Paulo, incluindo os polos da Fundação CASA. Além do Governo de São Paulo, a Amigos do Guri conta com o apoio de prefeituras, organizações sociais, empresas e pessoas físicas. Instituições interessadas em investir na Amigos do Guri, contribuindo para o desenvolvimento integral de crianças e adolescentes, têm incentivo fiscal da Lei Rouanet e do Fundo Municipal da Criança e do Adolescente (FUMCAD). Pessoas físicas também podem ajudar. Saiba como contribuir: www.projetoguri.org.br/faca-sua-doacao.

Emilio Figueira

Por causa de uma asfixia durante o parto, Emílio Figueira adquiriu paralisia cerebral em 1969, ficando com sequelas na fala e movimentos. Mas nunca se deixou abater por sua deficiência motora e vive intensamente inúmeras possibilidades. Nas artes, no jornalismo, autor de uma vasta produção científica, é psicólogo, psicanalista, teólogo e personal coach com formação em Programação Neurolinguística. Como escritor é dono de uma variada obra em livros impressos e digitais, passando de cinquenta títulos lançados. Ator e autor de teatro. Várias entrevistas na mídia e em jornais. Hoje com cinco graduações e dois doutorados, Figueira é professor e conferencista de pós-graduação, principalmente de temas que envolvem a Educação Inclusiva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.