TOC TOC TOC (Roteiro-Curta) – Emílio Figueira

Uma dona de casa em uma profunda depressão têm todas suas forças sugadas pela doença, passando seus dias em total estado de inércia na poltrona da sala, olhando pela vidraça a vida passar lá fora. Um pequeno evento como o desabamento de uma pilha de jornais velhos em cima da mesa de estar, faz a mulher se levante para apanhá-los ao chão. Desse pequeno gesto vão estimulando outros, desencadeando movimentos de limpeza e arrumação.

Enquanto isso, por ela usar tamancos, os vizinhos do apartamento de baixo ouvem o som toc toc toc. A arrumação, motivando cada vez mais a dona de casa que, ganhando ânimo e mudando de cômodo na arrumação, vai trocando de roupa, penteando o cabelo, arrumando-se. À noite, com a chegada do marido e filhos, ao serem recebidos pelo sorrido dela, surpreendem-se com a casa toda arrumada e a mesa de jantar posta.

A limpeza e a arrumação da casa passa a ser uma rotina cada vez mais frenética na rotina da dona de casa, consumindo-a totalmente do despertar da manhã até o seu deitar à noite, desenvolvendo nela um transtorno obsessivo compulsivo (TOC), aumentando o som de toc toc toc no apartamento debaixo.

Ao ter um infarto por altos esforços repetitivos e ansiosos, após a internação e cirurgia, ao ter alta hospitalar, pela recuperação cirúrgica, a mulher volta a ficar sentada na poltrona da sala, olhando pela vidraça a vida lá na rua passar diante de seus olhos.

Baixe aqui o Roteiro completo

Emilio Figueira

Por causa de uma asfixia durante o parto, Emílio Figueira adquiriu paralisia cerebral em 1969, ficando com sequelas na fala e movimentos. Mas nunca se deixou abater por sua deficiência motora e vive intensamente inúmeras possibilidades. Nas artes, no jornalismo, autor de uma vasta produção científica, é psicólogo, psicanalista, teólogo e personal coach com formação em Programação Neurolinguística. Como escritor é dono de uma variada obra em livros impressos e digitais, passando de cinquenta títulos lançados. Ator e autor de teatro. Várias entrevistas na mídia e em jornais. Hoje com cinco graduações e dois doutorados, Figueira é professor e conferencista de pós-graduação, principalmente de temas que envolvem a Educação Inclusiva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.